Unidade Tietê

(15) 3285-9300

Unidade Cerquilho

(15) 3284-5770

Garantias Locatícias

Sendo um dos principais investimentos do Brasil, a locação de imóveis vem crescendo, incentivado pelo desenvolvimento econômico, consequente atração de mão de obra e o déficit habitacional criaram ajustes naturais para esse mercado, caso das chamadas garantias locatícias.

Conheça os três principais tipos de garantias:

Fiança:

Este modelo trata de que as imobiliárias exigem que o fiador tenha um imóvel próprio. Na fiança, o fiador é quem responde pela dívida e não seu imóvel. Se ele vender o imóvel e não tiver outros bens, não há garantia. Para que o imóvel seja a garantia da dívida, é preciso que no contrato de fiador seja chamado de caucionante e que exista autorização expressa para que o Registro de Imóveis averbe essa negociação na matrícula do imóvel caucionado.

Seguro-fiança:

A garantia mais eficiente para o locador é o seguro-fiança, especialmente porque ele contempla inclusive o recebimento de aluguéis atrasados, o que ocorre de forma rápida, independente de processos judiciais, sendo o risco da seguradora e não do locador. Essa modalidade vale para locações residenciais e não residenciais e cobre diversos imprevistos, definidos por ocasião da contratação das coberturas, que têm a garantia das maiores seguradoras do país. Além disso, coloca fim do constrangimento pela procura de um fiador que é um fator decisivo no ato da locação.

Título de capitalização

Esta categoria permite que o locatário faça o contrato sem precisar de um fiador. O aporte do valor integral anual do aluguel é pago pelo locatário à vista no ato da assinatura do contrato de locação e o valor aplicado, retornando atualizado no final do plano.